Kawazaki ZX-10R 2010 celebra os 25 anos da linha Ninja


Cultuada em todos os cantos do planeta, a marca Kawasaki é sinônimo de design arrojado e alto desempenho traduzido por seus motores de quatro cilindros em linha. Para comemorar os 25 anos da linha Ninja e também o primeiro aniversário do retorno oficial da Kawasaki ao Brasil, a montadora apresentou em primeira mão a versão 2010 de sua esportiva máxima, que fez sua estreia mundial no Salão Duas Rodas de São Paulo, no início de outubro.


Renovada, a ZX-10R é a grande estrela da família de superesportivas da marca japonesa. Com um projeto mecânico, aerodinâmico e eletrônico avançado, a versão 2010 da top da linha Ninja conta com novas carenagens e escapamento.
Para uma "tocada" mais segura, a ZX-10R tem de série amortecedor de direção Öhlins, muito parecido com o utilizado pelos modelos de competição.




Adaptado ao combustível brasileiro, o novo motor da ZX-10R foi ajustado para um desempenho ainda melhor em altos giros sem perder torque em baixas e médias rotações. O propulsor de quatro cilindros em linha, DOHC (duplo comando no cabeçote) com 16 válvulas, tem 998 cm³ e gera 188 cv de potência máxima a 12.500 rpm. O torque máximo é de 11,5 kgfm a 8.700 rpm. Além disso, a moto conta com sistema de injeção eletrônica e câmbio de seis velocidades. Com as mudanças, a resposta de aceleração foi melhorada com a instalação de injetores secundários.

Seu sistema de ar induzido (RAM Air), com dutos centrais altamente eficientes, foram redesenhados para reduzir o ruído e melhorar a captação de ar. Com o auxílio deste sistema, a ZX-10R pode produzir até 200 cv de potência máxima, segundo informações da empresa. Assim, o desempenho do novo "motor de rua" é bastante semelhante aos das superbikes de competição. Com o RAM Air em operação, a relação peso potência é excelente: 0,895 kg para cada 1 cv.

CICLÍSTICA
Na dianteira, a superesportiva nipônica conta com garfo invertido (upside-down) totalmente ajustável. Para oferecer mais segurança ao piloto, a ZX-10R está equipada com um amortecedor de direção, que foi desenvolvido em parceria com a Öhlins especialmente para esta Ninja.

Já o sistema de freios usa novas pinças radiais da marca Tokico. A dianteira conta com duplo disco de 310 mm de diâmetro e pastilhas duplas (no lugar de quatro pastilhas individuais). Segundo o fabricante, o desempenho da frenagem permite uma excelente aderência, aumenta a progressivamente e a sensação de controle. Na parte traseira, a suspensão monoamortecida tem nova posição de instalação e acoplamento. O amortecedor, totalmente ajustável, oferece agora duplo amortecimento por compressão (baixa e alta velocidade), permitindo o ajuste fino para uma pilotagem mais precisa.

A balança da ZX-10R utiliza braços prensados para proporcionar um melhor nível de sensibilidade e adota ainda um estabilizador fixado na sua parte superior. Esse novo conceito contribui para a excelente estabilidade do chassi, construído por meio de uma espinha dorsal bi-tubular em alumínio prensado/fundido.

Outro destaque da ZX-10R é o novo escape único em titânio, que fica do lado direito, e substitui o modelo anterior que trazia duas saídas posicionadas sob o banco. Com o novo sistema de exaustão, o centro de gravidade foi rebaixado facilitando a pilotagem esportiva.

A segunda geração do painel de instrumentos utiliza vidro especial com bloqueio dos raios ultravioletas, tornando o visor de cristal líquido mais brilhante e de fácil leitura.

O novo modelo deve começar a ser comercializado no primeiro semestre de 2010, porém o preço ainda não foi definido pela Kawasaki do Brasil.



Fonte: Uol
por Aldo Tizzani

1 comentários:

Moto disse...

Melhor Moto  que eu já tive

Postar um comentário

Seguidores

© Line Motos | Tudo Sobre Motos

Desenvolvido por: Open Master